Conteúdo deste artigo

COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Conteúdo deste artigo

Que daqui para frente vamos viver um “novo normal” já não é mais novidade para ninguém. Neste novo cenário, as empresas estão a todo tempo pensando em novas formas de sobrevivência, em novos modelos de negócio e de receita, estudando comportamentos e hábitos, refazendo todo planejamento e utilizando novas tecnologias.

Independente de todos esses fatores, é preciso lembrar que o “combustível” por trás de toda gestão da mudança é (e continuará sendo) movido por pessoas. E por trás de pessoas existe uma infinidade de medos, receios, estímulos, sentimentos, incertezas e mais uma dezena de milhares de outros fatores que acometem o homo sapiens. Podemos afirmar sem medo que nessa nova conjuntura, uma das áreas mais exigidas nesse dito “novo normal” é sem sobra de dúvidas a área de Recursos Humanos juntamente com os colaboradores que atuam na área e que assim como os demais, naturalmente também estão sentindo os impactos causados pela pandemia do corona vírus. É um desafio duplo para os gestores de RH.

Tivemos acesso a uma recente pesquisa da consultoria global Elliot Scott que foi feita com mais de 500 profissionais de RH de alta e média gestão e em mais de 17 países sobre os desdobramentos da Covid 19 e o resultado foi surpreendente: tanto no Brasil como no mundo, a saúde mental dos colaboradores apareceu em segundo lugar quando perguntados sobre quais eram os principais desafios enfrentados pela área de RH nesse momento atual. Sem grandes surpresas, a gestão de crise ficou em primeiro lugar.

presente_corporativo

Em quarto, quinto e sexto lugar apareceram: envolvimento dos funcionários, o home office e o gerenciamento de desempenho respectivamente. Chama atenção que dos seis itens listados, metade deles tem relação direta com a motivação e o engajamento dos colaboradores.

Como fornecedor de soluções para a área de recursos humanos, percebemos de fato um aumento exponencial de empresas comprando experiências e presentes corporativos para proporcionar momentos de descontração e relaxamento às equipes demonstrando preocupação com aspectos relacionados a produtividade e ao bem-estar dos colaboradores. E não é só isso. Ao que parece, mesmo em meio a pandemia e em um cenário de diminuição dos gastos e de investimentos, os gestores de Recursos Humanos e de áreas consideradas vitais para as empresas parecem reconhecer em sua maioria, a importância de valorizar e de reter seus colaboradores mantendo ações como premiação por tempo de empresa, premiação para equipes de venda e campanhas de incentivo.

Dentre as experiências mais procuradas estão aquelas que reúnem características de grupo dando lugar a experiências individuais e a migração massiva de experiências físicas para as experiências online em tempo real quando comparadas ao período que antecede a pandemia da Covid 19:

experiencias_corporativas

Cuidar da saúde mental dos colaboradores, dar todo apoio e suporte necessário e planejar ações para uma volta gradativa da normalidade estão entre os principais desafios dos gestores de Recursos Humanos. É notório desde já a busca gradativa por atividades externas e experiências ao ar livre em grupo que vão na direção contrária do momento atual. O mercado já dá sinais claros que essa é a nova “bola da vez” num novo cenário cercado de cuidados que deve perdurar por um bom tempo e onde o home office chegou de vez para ficar. O mundo corporativo certamente não será mais o mesmo.

QUERO RECEBER OS RESULTADOS DA PESQUISA SOBRE O IMPACTO DO CORONAVIRUS PARA A ÁREA DE RH, NO BRASIL E NO MUNDO

Preencha o formulário abaixo e receba a pesquisa completa em PDF

Sobre o autor

Fernando Accacio é CEO da Original Experience, uma empresa de experiências fora da caixa e de impacto que fomenta negócios para microempreendedores através de experiências por meio de um modelo que tem impacto econômico, social e ambiental através de uma rigorosa e cuidadosa curadoria para garantir e oferecer experiências únicas, marcantes e inesquecíveis para o mercado corporativo.

.

Leia também esses artigos